aplicação de varizes

Quando a aplicação de varizes é indicada?

Quando a aplicação de varizes é indicada?

Muitas mulheres sofrem com a presença de vasinhos e varizes que ficam muito aparentes em suas pernas. Elas são veias insuficientes, defeituosas e dilatadas. Esse tipo de problema pode acontecer com qualquer veia do corpo, mas são mais comuns nos membros inferiores (pernas e pés).

Um dos tratamentos mais usados na atualidade, para combater essa condição é conhecido como “aplicação de varizes” e tem se mostrado muito efetivo em seus resultados.

Nos próximos parágrafos, você entenderá melhor como tudo isso funciona. Boa leitura!

Quando fazer a aplicação de varizes?

Em boa parte dos casos, as varizes não costumam apresentar sintomas e a única preocupação é estética. Porém, há situações em que elas podem causar dores e desconforto.

A aplicação pode ser usada em ambos os casos, sendo um método considerado um pouco invasivo e, por isso, normalmente deve ser escolhido quando alternativas como a utilização de meias elásticas não conseguiram minimizar o problema e a pessoa segue sofrendo incômodos devido à situação.

Dessa maneira, o médico especialista em cirurgia vascular deve ser sempre consultado sobre a real necessidade e a possibilidade de se dar início ao tratamento.

Além disso, é recomendado que, antes de passar pelo procedimento, a pessoa trabalhe em sua redução de peso — caso esteja acima do ideal — tendo como objetivo permitir que a cicatrização ocorra de forma mais eficaz e que outros vasinhos e varizes não surjam.

São necessárias muitas sessões?

A quantidade de sessões de aplicação de varizes varia conforme a situação do paciente. Também é preciso considerar alguns fatores específicos, tais como a resposta efetiva ao tratamento, a disciplina do paciente para seguir as orientações do médico e a quantidade de vasos. Mas, entre uma aplicação e outra, o intervalo é, em média, de 15 dias.

Quais são os efeitos colaterais da aplicação de varizes?

Assim como qualquer outro tipo de procedimento médico ou tratamento, a aplicação de varizes também gera efeitos colaterais. Alguns dos esperados são coceira leve, ardência e pequenos sinais de hematomas.

Porém, podem haver outros, como hiperpigmentação, alergias e ulceração. Trata-se de situações extremamente raras e que, com o devido acompanhamento médico, podem ser evitadas.

As varizes podem ressurgir?

Essa é uma dúvida muito comum entre as pessoas que desejam passar pelo tratamento. A boa notícia é que quem se submete a esse procedimento dificilmente sofre novamente com as varizes.

Por outro lado, como apontamos, há alguns hábitos que contribuem para que elas surjam. Por isso, é essencial manter um estilo de vida mais saudável, especialmente evitando o sedentarismo.

O que causa as varizes e os vasinhos?

Hoje, a Medicina conhece alguns aspectos genéticos que podem contribuir para o surgimento das varizes, mas também existem comportamentos e, por isso, é sempre bom lembrar de incluir os maus hábitos nessa questão.

O tratamento com o médico especializado é recomendado não apenas pela questão estética, mas porque ele ajuda a prevenir que outros problemas relacionados com a circulação e com vasos dilatados surjam no futuro.

Esperamos que esse artigo tenha sido útil e tenha ajudado a esclarecer algumas de suas principais dúvidas sobre a aplicação de varizes. No mais, esse problema merece atenção, pois, além de indicar um problema de circulação, pode evoluir para algo mais sério.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como angiologista e cirurgião vascular no Rio de Janeiro

Posted by Dr. Davi Cazarim in Todos
4 cuidados que você deve tomar após a aplicação de varizes

4 cuidados que você deve tomar após a aplicação de varizes

A aplicação de varizes, chamada de escleroterapia, é uma das melhores formas de eliminar este distúrbio do sistema circulatório. Porém, assim como em todo procedimento invasivo, existem cuidados que você precisa tomar. 

Sabe quais são? Aproveite e conheça agora um pouco mais sobre as precauções indicadas após a escleroterapia.

O que é aplicação de varizes?

A aplicação de varizes é um tratamento utilizado para eliminar os vasos doentes, que não exercem mais a função de levar o sangue de volta ao coração. Essa técnica é realizada principalmente nos membros inferiores, porém, em alguns casos, pode ser aplicada em outras regiões.

Existem diferentes tipos de escleroterapia, que variam conforme a gravidade do problema e da substância aplicada, como:

  • espuma: quando há a injeção de polidocanol diretamente nas veias;
  • glicose: quando é injetada a glicose dentro das varizes;
  • laser: quando um laser é utilizado para aquecer o vaso doente. 

Independente do tipo escolhido, o processo consiste em inflamar as varizes, fazendo com que elas sejam eliminadas.

Preciso tomar alguns cuidados após o procedimento?

A aplicação exige alguns cuidados extras antes e após a realização do procedimento. Antes de fazer a aplicação, o angiologista, ou cirurgião vascular, fará uma avaliação do seu quadro para informar quais os riscos e os possíveis resultados do tratamento.

Além disso, o profissional precisa analisar a anatomia da região onde estão as varizes e as condições físicas do paciente. Após a definição do método a ser utilizado, o paciente será informado sobre o tempo de duração aproximado e o nível de dor que poderá sentir.

A etapa mais importante é o momento após o término da sessão, pois a adoção de alguns cuidados irá influenciar na eficiência do tratamento. Existem 4 principais recomendações, que são:

1# Utilizar meias elásticas de compressão

Esta é uma indicação que não é uma unanimidade entre os angiologistas. Após a escleroterapia, o uso das meias de compressão auxiliam na circulação sanguínea e favorecem o paciente com doença varicosa.

2# Aplicar cremes hidratantes

A utilização de cremes é recomendada para tratar as equimoses, pequenas manchas roxas que aparecem na região onde foi feita a escleroterapia.

3# Evitar o banho de sol

Mais um cuidado que costuma variar de acordo com o posicionamento do médico responsável. Para alguns não há problemas na exposição ao sol, já para outros o sol deve ser evitado até o completo desaparecimento dos sinais da aplicação e após a cicatrização da área. Caso o paciente precise se expor ao sol, o uso de protetor solar é obrigatório.

4# Não praticar exercícios físicos

A prática de exercícios físicos de baixo impacto pode ser permitida após 24 horas da sessão de aplicação. Porém, se o paciente realiza atividades de alto rendimento deve comunicar ao seu médico para que o caso seja analisado.

Existem outros cuidados que, geralmente, são citados pelos médicos. Procure um angiologista especialista em aplicação de varizes para conhecer mais profundamente o assunto. 

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como angiologista e cirurgião vascular no Rio de Janeiro!

Posted by Dr. Davi Cazarim in Todos