meia elástica

Quando usar meia elástica?

Quando usar meia elástica?

A meia elástica, ou meia de compressão, pode reduzir a aparência e os sintomas dolorosos associados às varizes. O problema circulatório ocorre quando o sangue se acumula atrás das pequenas válvulas nas veias, ao invés de fluir de volta para o coração. As varizes são mais comuns nas pernas e nos pés, porque o sangue que retorna ao coração tem um caminho mais longo a ser percorrido.

Os médicos geralmente recomendam meias para melhorar a circulação, impedir que as varizes piorem e reduzir a dor ou o desconforto. O ideal é usá-las pelo maior tempo possível, ao acordar até a hora de dormir.

As meias de compressão são tradicionalmente usadas para melhorar a circulação. Pesquisas mostram que os soldados romanos frequentemente envolviam suas pernas em tiras de couro para melhorar a circulação durante longas marchas. 

Atualmente, porém, as meias de compressão modernas são mais sofisticadas e projetadas para fornecer pressão consistente para as pernas, ajudando o sangue a fluir de volta para o coração. A ferramento exerce mais pressão perto dos tornozelos e dos pés, proporcionando um aperto extra que promove o fluxo sanguíneo.

Estudos sugerem que as meias de compressão podem melhorar alguns sintomas das varizes, mas poucas evidências sustentam a ideia de que elas, sozinhas, sejam capazes de eliminar o distúrbio circulatório. Além disso, diferentes tipos de meias exercem diferentes quantidades de pressão.

Existem algumas contraindicações para o uso das meias elásticas. Elas não devem ser utilizadas por pacientes com problemas nas artérias e disfunções cardíacas. Outras contraindicações são doenças, como o diabetes, microangiopatias, entre outras condições. 

Como é preciso ter cuidado, consultar o médico antes de começar a utilizá-las é sempre a escolha mais adequada. Ele saberá definir, além do tipo, qual comprimento de meia é o melhor para o tratamento, como as meias 3/4, 7/8, tradicional ou a antitrombo, para fim específico de prevenção da trombose. 

A meia antitrombo cobre os pés, a batata da perna e, também, pode cobrir as coxas. O comprimento da 3/4 é até dois dedos abaixo do joelho. A 7/8 vai até o meio da coxa e a tradicional possui o estilo meia-calça, que todos conhecem (dos pés até o umbigo).

Tão importante quanto o tipo e o comprimento é o tecido utilizado, o aspecto estético e a durabilidade. A quantidade certa de pressão e o tipo certo de meia depende do número, do tipo e da causa subjacente das veias varicosas do paciente.

Como usar a meia elástica?

É extremamente importante colocar as meias de compressão pela manhã, antes de abaixar as pernas e sair da cama. Dormir em posição horizontal faz com que as válvulas de suas veias funcionem de forma mais eficaz do que quando sentado ou em pé. Na posição vertical, a gravidade entra em ação e o fluxo sanguíneo fica comprometido, devido às válvulas danificadas. 

É por isso que os tornozelos e as panturrilhas ficam normais pela manhã e ficam inchados e pesados ​​à medida que o dia passa. Colocar meias de compressão pela manhã manterá as válvulas na posição correta, para apoiar a circulação sanguínea normal em suas pernas durante o dia.

Se você já desenvolveu uma condição relacionada às varizes, as meias de compressão podem ajudar a aliviar sintomas como:

  • tornozelos inchados;
  • pernas pesadas ou doloridas;
  • fadiga e dor;
  • pernas inquietas;
  • cãibras noturnas.

Quer saber mais sobre meia elástica? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como angiologista e cirurgião vascular no Rio de Janeiro!

Posted by Dr. Davi Cazarim in Todos