tratamentos para varizes

Tipos de tratamento para as varizes

Tipos de tratamento para as varizes

Varizes são veias dilatadas e tortuosas que se desenvolvem abaixo da pele. Dependendo da fase em que se encontram, podem ser de pequeno, médio ou grande calibre. As veias mais acometidas são as dos membros inferiores: pés, pernas e coxas. O tratamento mais utilizado para eliminar o problema circulatório é a aplicação de varizes.

Algumas pessoas apresentam minúsculas ramificações, de coloração avermelhada, que costumam não apresentar sintomas e provocam apenas desconforto estético.

Para diagnosticar as varizes, o médico faz um exame físico, observando as pernas enquanto o paciente está de pé, para identificar possíveis inchaços. O médico também pode pedir para o paciente descrever qualquer dor nas pernas, além de solicitar, caso necessário, um exame de ultrassom. O exame verifica se as veias estão funcionando normalmente ou se há evidência de coágulos sanguíneos. 

Nesse teste não invasivo, um técnico aproxima um pequeno dispositivo portátil (transdutor), aproximadamente do tamanho de uma barra de sabão, contra a pele, sobre a área do corpo que está sendo examinada. O transdutor transmite as imagens das veias das pernas para um monitor, para que um técnico e, posteriormente, o médico possa avaliá-las.

Felizmente, o tratamento geralmente não significa uma internação hospitalar ou uma recuperação longa e desconfortável. Graças a procedimentos menos invasivos, as varizes geralmente podem ser tratadas em nível ambulatorial. No caso das aplicações, não existe quantidade certa. O ideal é consultar um cirurgião vascular para saber sobre as recomendações mais adequadas para cada caso.

Conheça outras formas de cuidar das varizes:

Cuidados pessoais

Existem algumas medidas de autocuidado que o paciente com varizes pode tomar para diminuir o desconforto. Essas ações ajudam a prevenir ou retardar o desenvolvimento de varizes. Fazer exercícios, perder peso, não usar roupas apertadas, elevar as pernas e evitar longos períodos em pé ou sentado – tudo isso pode aliviar a dor e evitar que as varizes se agravem.

  • Mexa-se – andar a pé é uma ótima maneira de estimular a circulação sanguínea nas pernas. O médico pode recomendar um nível adequado de atividade para cada caso.
  • Dieta – o excesso de quilos aumenta a pressão desnecessária sobre as veias. Uma boa escolha dos alimentos também pode ajudar, então, siga uma dieta com pouco sal para evitar o inchaço causado pela retenção de água.
  • O que se veste – evite saltos altos. Sapatos de salto baixo “trabalham” mais os músculos da panturrilha, o que é melhor para suas veias. Não use roupas apertadas em torno da cintura, pernas ou virilha, pois elas podem reduzir o fluxo sanguíneo.

Meias de compressão para varizes

Usar meias de compressão durante todo o dia costuma ser a primeira abordagem terapêutica, antes da aplicação de tratamentos invasivos. Elas pressionam as pernas, ajudando as veias e os músculos na movimentação do sangue com mais eficiência. O nível de compactação varia por tipo e marca. O médico pode indicar o melhor para cada caso. 

Eleve as pernas

Para melhorar a circulação nas pernas, faça várias pausas curtas diariamente para elevar as pernas acima do nível do coração. Nesses momentos, você pode deitar-se com as pernas apoiadas em três ou quatro travesseiros. Evite longos períodos sentado ou de pé. Faça questão de mudar sua posição com frequência para estimular o fluxo sanguíneo.

Quer saber mais varizes? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como angiologista e cirurgião vascular no Rio de Janeiro!

Posted by Dr. Davi Cazarim in Todos
Tipos de tratamentos para varizes

Tipos de tratamentos para varizes

As varizes não oferecem risco de vida ao paciente, mas podem causar dor, desconforto e baixa autoestima. Com a evolução da medicina, surgiram diversos novos tipos de tratamento para as varizes que acabam com todas essas dificuldades.

Com o objetivo de trazer informação de qualidade para você, conheça agora os principais tipos de tratamentos para este distúrbio.

O que são varizes?

Varizes são veias superficiais que, por anomalia, estão dilatadas, caracterizando uma disfunção no sistema circulatório. Essas veias, geralmente, se apresentam na cor azul e, com a dilatação, fazem um traçado com muitas curvas na região afetada.

As veias das pernas direcionam o sangue do corpo de volta para o coração e pulmões. Para isso, elas possuem válvulas que conduzem o fluxo sanguíneo. Quando há o desgaste das válvulas, parte do sangue escapa, aumentando a pressão e causando a deformação das veias. 

As mulheres são os principais alvos desse distúrbio. As queixas mais comuns de pessoas com este problema circulatório são cansaço, sensação de dor, queimação ou inchaço das pernas.

Qual a diferença entre varizes e vasinhos?

A principal diferença entre varizes e vasinhos está no tamanho. Enquanto os vasinhos possuem, no máximo, um milímetro de diâmetro e aparecem nas camadas da pele, as varizes estão localizadas embaixo das pernas e têm mais de um milímetro de diâmetro.

Como são os tratamentos para varizes?

Como esta é uma anomalia que, na maior parte dos casos, não oferece grandes riscos aos pacientes, os tratamentos geralmente são realizados com o objetivo de melhorar a aparência estética da região afetada. 

Contudo, existem situações em que há a evolução do problema, formando feridas, causando inchaço e dor. Além disso, as varizes estão diretamente ligadas ao desenvolvimento de trombose. Pacientes que já sofreram de trombose profunda podem apresentar uma sobrecarga nas veias. Os principais tratamentos para varizes são:

Escleroterapia

O foco deste procedimento é eliminar ou diminuir o tamanho das veias. Atualmente, existem três tipos:

  • Escleroterapia com espuma – consiste na injeção de pequenas quantidades de espuma de polidocanol nas veias afetadas. O produto causa uma inflamação na parede do vaso sanguíneo, causando o seu fechamento e impedindo a circulação do sangue. Com a ausência do sangue, o vaso perde a cor e fica invisível. Esse procedimento é indicado para varizes de até quatro milímetros;
  • Escleroterapia com glicose – o funcionamento é o mesmo da espuma, causando reação inflamatória nos vasos. Porém, a glicose é melhor aceita pelo organismo, com poucas contraindicações. Só deve ser evitada por diabéticos;
  • Escleroterapia a laser – esse método funciona com a aplicação de um laser que aquece o vaso doente, inflamando-o, unindo as paredes e causando o seu fechamento. Indicado para veias de menor calibre.

Radiofrequência

Tratamento indicado para vasos mais grossos. A radiofrequência consiste na inserção de uma fibra ótica dentro do vaso. Essa fibra é energizada e queima o vaso por dentro. Para obter um bom resultado, o paciente só precisa realizar o procedimento uma única vez.

Cirurgia

O procedimento cirúrgico é recomendado apenas para casos mais graves e em veias mais grossas. Pode ser realizado por endolaser ou no formato tradicional. A cirurgia com endolaser é realizada através da introdução de uma sonda na veia afetada. Essa sonda dispara uma energia luminosa que cauteriza o vaso. 

O método tradicional é destinado à retirada definitiva do vaso. O cirurgião realiza duas incisões, no tornozelo e na virilha, e, com o uso de um fleboextrator, retira a veia da perna. A recuperação desse procedimento é um pouco mais longo, em torno de 15 dias.

Uma vez que o tratamento é realizado, dificilmente as varizes retornam. Para que os resultados sejam potencializados, o paciente precisa adotar bons hábitos de vida, tais como melhorar a alimentação, buscar o emagrecimento, evitar o uso de roupas apertadas, praticar exercícios físicos e não permanecer de pé ou sentado por longos períodos.

Está buscando alternativas de tratamentos para varizes? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como angiologista e cirurgião vascular no Rio de Janeiro

Posted by Dr. Davi Cazarim in Todos