varizes

Quem tem varizes pode viajar de avião?



Viagens de avião podem trazer complicações para quem sofre de varizes. Permanecer horas seguidas sem se movimentar, especialmente sentado, pode provocar uma trombose no passageiro.

As varizes são veias dilatadas e sinuosas que surgem nos membros inferiores e provocam dores e inchaço, além de representar um fator de risco para a formação de trombose.

Por que quem tem varizes precisa tomar alguns cuidados?

Ao andar, os músculos da panturrilha bombeiam o sangue para as extremidades do corpo. No caso das viagens em que os passageiros permanecem longos períodos com as pernas imóveis, esse mecanismo é lento e reduz a velocidade da circulação sanguínea.

Quem possui veias mais calibrosas deve evitar ficar longos períodos em pé, sentado ou parado. Isso porque o sangue não vai circular adequadamente nas extremidades e pode provocar inchaços.

Esses inchaços aumentando o risco de desenvolvimento de coágulos nos vasos sanguíneos, chamados de trombos. O seu deslocamento pode provocar uma embolia, por exemplo.

Em viagens de avião com 5 horas ou mais de voo, por exemplo, o passageiro deve se movimentar em períodos regulares. Caso contrário, pode desenvolver uma trombose provocada pela circulação sanguínea lenta e a pressão nas pernas.

Portanto, quem tem varizes pode viajar de avião, desde que adote alguns cuidados para a melhora da circulação sanguínea durante o voo.

Fique atento aos riscos

Quem possui veias mais grossas e histórico de trombose deve ficar atento aos riscos de agravamento do problema. A embolia pulmonar é um dos problemas mais comuns, caracterizada pela obstrução das artérias pulmonares pelos coágulos.

Nesse caso, se não tratada ou diagnosticada corretamente, a embolia pode levar à falta de oxigenação e causar a morte do paciente.

Fatores que podem aumentar o risco de trombose

Alguns fatores de risco podem agravar as chances de ter uma trombose, entre eles:

  • Histórico familiar;
  • Obesidade;
  • Gravidez;
  • Tabagismo;
  • Ter sido operado recentemente.

Dicas para viajar de avião e evitar problemas de circulação

O risco de desenvolver trombose durante o voo pode ser reduzido com medidas simples. Confira:

  • De tempos e tempos, caminhe um pouco pelo corredor do avião;
  • Deixe a bagagem de mão no compartimento superior. Assim, você deixa livre o espaço para esticar as pernas;
  • Faça alguns exercícios na poltrona e movimente os joelhos, tornozelos e os dedos dos pés. Além disso, apoie os calcanhares no chão e levante alternadamente os pés por cerca de cinco minutos, repita quando achar necessário;
  • Não sente de pernas cruzadas;
  • Evite usar roupas apertadas;
  • Consulte seu médico sobre o uso de meias elásticas para auxiliar na melhora do fluxo sanguíneo;
  • Tome muita água e evite o consumo de bebidas alcoólicas;
  • Consulte o médico sobre qual medicamento tomar para dormir;
  • Se possível, deixe as pernas um pouco mais elevadas.

Nesse sentido, se apresenta varizes, é muito importante ficar atento e observar os sinais que o corpo pode dar durante o voo.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como angiologista e cirurgião vascular no Rio de Janeiro!

Comentários
Dr. Davi Cazarim

Posted by Dr. Davi Cazarim